sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Criador de Chaves morre aos 85 anos. Reveja homenagem do SBT


2 anos sem Joelmir Beting

Foto de Beto Hora revela Joelmir Beting com anotações para
o boletim As 3 Faces da Moeda, escrito em um papel de laboratório,
no qual havia feito exame antes de chegar à Rádio Bandeirantes

Na madrugada de 29 de novembro de 2012, durante a jornada esportiva da Rádio Bandeirantes, Mauro Beting anunciava a morte do pai. 

No "Você é Curioso?" do dia 1º de dezembro daquele ano, foi ao ar uma justa homenagem a Joelmir Beting. Entre os destaques, o quadro que produzo, Interferência, traz o lado bem humorado do saudoso comentarista e apresentador. Acompanhe no player abaixo:


 
Se o player não estiver visível, clique aqui.

No áudio, você se diverte com uma paródia ao texto primoroso de Joelmir e seus tradicionais trocadilhos, levada ao ar pela equipe do Show de Rádio no Jornal do Riso, em 1985; e também com passagens hilárias narradas no Na Geral, em participação especial do comentarista em 10 de novembro de 2009.


Ouça mais:
Acompanhe o post que publicamos anteriormente, com entrevistas de Joelmir ao jornalista Paulo Galvão, no Sofá Bandeirantes e a Milton Neves no Terceiro Tempo; emocione-se também com a leitura da carta escrita por Mauro Beting ao vivo, na Rádio Bandeirantes, ao saber do passamento do pai.

Aqui, mais Interferência no "Você é Curioso?". Ouça as participações anteriores.

Claudio Zaidan é o entrevistado do Sofá Bandeirantes neste domingo


Neste domingo, 30 de novembro, a partir das 21h20, Claudio Zaidan é o convidado do Sofá Bandeirantes, que vai ao ar no programa Bandeirantes Acontece, sob comando de Paulo Galvão .

A atração traz, todo domingo à noite, entrevistas sobre diversos assuntos de interesse geral, com enfoque nas áreas de comportamento, saúde e prestação de serviços.
Sempre que a edição é mais longa (dependendo da jornada esportiva), o Bandeirantes Acontece também apresenta o quadro Sofá Bandeirantes, com entrevistas de personalidades da equipe da emissora, em um bate-papo recheado de histórias sobre a trajetória profissional e pessoal.

A Rádio Bandeirantes pode ser ouvida pelo site www.radiobandeirantes.com.br 

Ouça a chamada para a entrevista no player abaixo. Se não estiver visível, clique aqui para ouvir.


Na conversa que vai ao neste domingo, Zaidan conta, por exemplo, que certa vez, ao pegar um táxi até a emissora do Morumbi, o motorista – ao ouvir a voz dele – o confundiu com “aquele cara que faz imitações”, Beto Hora. Ouça aqui a imitação de Zaidan, por Beto Hora, com direito à réplica do próprio jornalista.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Ouça o livro: baixe os podcasts com as obras da FUVEST

Imagem extraída do blog Vivendo Ciências

Neste fim de semana, centenas de milhares de pessoas prestam a 1ª fase da FUVEST. Para relembrar aspectos importantes de cada autor e obra da lista de livros solicitada aos vestibulandos, abaixo links que você pode baixar e ouvir com esses conteúdos. Clique com o botão da esquerda do mouse para ouvir aqui mesmo ou com o da direita para “salvar como” e baixar os podcasts.













Esta série de áudios foi produzida por mim para o NET Educação.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Papo de Músico memorável: Toninho Spessoto e Zé Rodrix

Zé Rodrix e Toninho Spessoto no dia da gravação do Papo de músico

Se estivesse vivo, neste dia 25 de novembro, Zé Rodrix completaria 67 anos. O músico integrou o trio Sá, Rodrix & Guarabyra e os grupos Momento 4uatro e Joelho de Porco. Como publicitário, destacou-se pela criação de clássicos como Silêncio de um Chevrolet, Marisa e Fininvest.


No player, você relembra a passagem do Papo de Músico, programa que era levado ao ar pela Rádio USP FM, produzido e apresentado pelo saudoso jornalista Toninho Spessoto. Esta foi a última entrevista concedida por Zé Rodrix, duas semanas antes de sua morte em 22 de maio de 2009.


Se o player não estiver visível, clique aqui para ouvir. 

Ouça mais:
Acompanhe a Radiografia em homenagem a Zé Rodrix com as várias facetas do artista

sábado, 22 de novembro de 2014

Plantão Peças Raras: Lélio Teixeira sai do Na Geral e do armário

Lélio (palhaço carequinha), eu, Zé Paulo e Beto Hora. Na foto, cada um está olhando para um lado,
pois eram muitos fotógrafos registrando este momento único

Os ouvintes da Rádio Bandeirantes que sintonizam diariamente o programa Na Geral, às 18 h, ficaram consternados ontem com a notícia de que Lélio deixou a bancada do programa. O motivo é de que o “Rapaz-seio” quer ser mãe e já teria, inclusive, implantado seios para tal finalidade. Rumores nos corredores da emissora ligam o fato de Marcelo Tas também ter programado a saída da bancada de outro programa do grupo (o CQC) com a possibilidade de que os dois carequinhas estejam vivendo uma love story. Mas isto ainda não está confirmando. Dona Inês está no encalço de ambos.

Para quem não está entendendo nada, aqui está a edição do Na Geral desta sexta, 21 de novembro de 2014, em que Zé Paulo da Glória e Beto Hora recebem personalidades da política, do futebol e da própria emissora, que deixam mensagens comoventes de despedida a Lélio Teixeira. Entre eles, Lula, Pelé, Zaidan, Muricy, o diretor da emissora Carbone, José Silvério e muitos outros expoentes do rádio, do esporte e do mundo. Ouça abaixo.



Para proteger o amigo, Zé Paulo e Beto Hora usaram a desculpa de que Lélio teria saído do programa e do armário por não aguentar mais ter de defender o time de coração, Santos.

Mais detalhes no Que Fim Levou de Milton Neves, que também passou pelo microfone da Bandeirantes para dar o adeus a Lélio.

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Marcelo Tas vai deixar bancada do CQC em 2015; Band quer reeditar Ernesto Varela, o repórter

Colagem enviada por Carolina Bernardes à Rede do Tas
No início desta semana, começou a circular a possibilidade de que o líder do CQC deixaria a bancada do programa. Na segunda à noite, a notícia adquiriu tom de boato, já que Marcelo Tas comandou o programa na tela da Band.

Não demorou, no entanto, para que o comunicador admitisse ter acertado a saída do Custe o Que Custar no ano que vem. Tas publicou em seu blog um comunicado de agradecimento e despedida.




A boa notícia em toda essa história é a de que a Band pretende renovar o contrato com o apresentador e, mais do que isso, trazer de volta à TV o polêmico e incômodo repórter Ernesto Varela. Aliás, na entrevista ao NET Educação, Tas revela que no próximo ano todas as entrevistas que fez como Varela estarão finalmente disponíveis na web. 

O Grupo Bandeirantes bem que poderia incluir no novo projeto a participação de Ernesto Varela em uma de suas rádios. Aliás, Marcelo Tas já teve uma passagem como âncora da Bandnews. Que tal se ele assumisse o microfone dessa moderna emissora jornalística e desempenhasse uma performance como a que teve na antiga 89 FM, como você pode conferir nas entrevistas com Gil Gomes e Lombardi, que reproduzimos nesse blog em anos anteriores?






SONYCAST: o primeiro podcast a gente nunca esquece


Há 9 anos nasceu a produtora de áudio Peças Raras com a proposta de se dedicar à criação, produção e finalização de comerciais de rádio, programetes, projetos customizados para empresas e à elaboração de podcasts.
Naquele momento, pouco se conhecia desta nova mídia. Bem, na verdade, ainda hoje o podcast não é assimilado por todos. Muitos ouvem programas de rádio em formato mp3 pela web e não identificam tratar-se desta linguagem.
Foi neste cenário que, em novembro de 2005, desenvolvemos nossa primeira experiência no gênero: o Sonycast.

Ouça o pioneiro Sonycast, que apresentava as novidades dos canais Sony para a temporada 2005/2006. Se o player não estiver visível, clique aqui.

O termo podcast foi criado pelo ex-VJ da MTV norte-americana Adam Curry e é a junção de broadcast e iPod (transmissão para iPod). A idéia do também surfista foi a de criar um conteúdo exclusivo para aquele aparelho que começava a virar uma febre nos Estados Unidos. Geralmente o podcast utiliza-se de linguagem radiofônica na forma e, depois de editado, o áudio é disponibilizado na internet para que possa ser baixado ou assinado, via RSS.
Um episódio pode ser ouvido diretamente no computador ou baixado para qualquer aparelho de MP3. Aliás, recentemente, os concorrentes da Apple tentaram disassociar o termo do iPod dando um novo sentido à siglha POD (personal-on-demand).
O Sonycast foi um dos primeiros testes dessa nova linguagem no Brasil e teve como proposta apresentar as novidades da programação dos canais Sony, Animax e AXN, além de informar sobre promoções desses canais.



terça-feira, 4 de novembro de 2014

Jô homenageia filho e fala sobre rádio que Rafael mantinha em casa

Rafael Soares com o comunicador
Roberto Canazio (crédito: Rádio Globo)

A abertura do Programa do Jô, da Rede Globo, do dia 3 de novembro, foi dedicada ao filho que era autista e morreu aos 50 anos de idade.
O apresentador se emociona ao citar a maior paixão de Rafa: o rádio. “Tinha ouvido absoluto. Por isso, tocou piano, adorava música, mas sua grande paixão era o rádio. Tinha sua própria emissora em casa, cujo alcance eram as pessoas que o visitavam.”

Clique na imagem e assista à homenagem.

Jô Soares também revela que o filho tinha o comunicador Roberto Canazio como um grande amigo. Clique aqui eacompanhe uma participação de Rafael Soares no programa da Rádio Globo, em2011.  


sábado, 1 de novembro de 2014

Interferência: uma nova versão para A Guerra dos Mundos, de Orson Welles

Elenco desse Interferência
(da esquerda para a direita) Sérgio Miranda, Marcelo Abud,
Silvania Alves, Marcelo Duarte e Warde Marx
(a montagem da foto é de Antonio Mier)
Em 30 de outubro de 1938, a partir das 8 da noite, uma transmissão de rádio leva pânico aos Estados Unidos. No então horário nobre do rádio, em Nova Iorque, entra no ar mais um Teatro Mercury.

O programa semanal era transmitido pela CBS para uma pequena audiência. Isto até aquela véspera de Dia das Bruxas, quando o jovem diretor Orson Welles adapta para o radioteatro o romance A Guerra dos Mundos.
Ouça no player nossa Interferência neste episódio que mudou a comunicação em todo o mundo. 


A escolha da linguagem jornalística para narrar a chegada de marcianos que usavam um raio mortífero causa tumulto. Quem pegou o episódio começado, pensou que era uma reportagem e imediatamente ligou para familiares e amigos. Logo milhões de ouvintes estavam com seus aparelhos sintonizados na CBS.

Ao rever esse episódio, a Revista Cinelândia, há 50 anos, assim descreve o que se deu naquela noite:
“O pânico começou. Carros corriam a 120 nas estradas, telefones tocavam sem parar, famílias inteiras deixavam suas casas... mobilizou-se a milícia de Nova Jérsei. Do outro lado dos Estados Unidos, em São Francisco, voluntários se apresentavam para defender o país, mulheres e crianças se refugiavam nas igrejas... houve quem se atirasse em um rio de Nova Iorque, ao ouvir que os marcianos desciam a 5ª Avenida.”

Assista ao vídeo com os bastidores do quadro. 



Elenco ensaia antes do programa
Clique aqui e acompanhe todos os episódios do Interferência, desde 2011



quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Magalhães Jr. abre baú de pérolas ao público

Já está no ar o Baú do Maga, blog criado e mantido por Magalhães Jr. 
O objetivo é o de preservar a memória das mais variadas expressões artísticas, por meio de informações que vêm sendo coletadas e pesquisadas pelo radialista e roteirista. 
Na descrição do novo canal da internet - o www.baudomaga.com.br -, Maga explica que "aquilo que começou como mera curiosidade foi aos poucos se transformando num trabalho. As visitas a sebos, recortes de velhas revistas e jornais, recuperação de antigos LPs e compactos, pesquisas em sites especializados, etc., aos poucos, deram origem a um acervo de recortes de revistas e jornais, fotos e, sobretudo, áudios."
Mas para quê manter um acervo se não for para que as pessoas possam acessar?
O novo blog disponibiliza, pouco a pouco, esse material, junto a um mínimo de informação, localizada em tempo e contexto para que o internatua possa se situar.
Além dos posts gerais, quem visita o Baú do Maga tem a possibilidade de pesquisar também sobre três assuntos específicos: As Certinhas do Lalau, Humor Brasileiro e Pérolas Sonoras.
Entre muitas atividades, Maga também comanda um quadro sobre Humor no "Você é Curioso?", da Rádio Bandeirantes. Acompanhe três registros em vídeo de roteiros criados por ele em edição especial do programa. 


“Você é Curioso?”, da Rádio Bandeirantes, reconstitui “A Guerra dos Mundos”, de Orson Welles



Transmissão histórica foi ao ar na véspera do Dia das Bruxas, em 1938, pela CBS, nos Estados Unidos


Elenco do Interferência: da esquerda para a direita, Sérgio Miranda, Marcelo Abud,
Silvania Alves, Marcelo Duarte e Warde Marx


Primeiro sábado de cada mês é dia de Interferência no “Você é Curioso?”, da Rádio Bandeirantes. O quadro é dedicado a reconstituir momentos históricos do rádio, com a participação dos apresentadores Marcelo Duarte e Silvania Alves e de convidados, de acordo com cada proposta. Nesse ano, o Interferência tem se dedicado exclusivamente ao radioteatro e à radionovela.

No sábado agora, dia 1º de novembro, a partir das 10 da manhã, o ouvinte do programa de variedades vai acompanhar uma adaptação do episódio que mudou a história do rádio. Sob o comando do professor de Comunicação e radialista Marcelo Abud, o elenco do programa vai reviver “A Guerra dos Mundos”, de Orson Welles. O radioteatro, veiculado no dia 30 de outubro de 1938, pela CBS, nos Estados Unidos, entrou para a história por gerar pânico em quem o ouviu.

Antes da dramatização - com as participações de Marcelo Duarte, Silvania Alves, Warde Marx e Sérgio Miranda – o quadro traz curiosidades e explica porque os ouvintes acreditaram que o que estava sendo transmitido era um fato e não uma ficção.
O Interferência entrou no ar no início de 2011. “Reconstituímos dezenas de programas que marcaram a trajetória do rádio. Nossa proposta é dar vida a dramatizações da fase de ouro desse meio de comunicação, com os recursos dos dias de hoje”, afirma Marcelo Abud, produtor do quadro.

A versão original, na íntegra, de "A Guerra dos Mundos" e de outros radioteatros levados ao ar pela CBS podem ser conferidas aqui: http://www.mercurytheatre.info/ 

Quem quiser conferir as edições anteriores do Inteferência podem acessar o www.interferenciaradiobandeirantes.blogspot.com

Serviço
Programa: Você é Curioso?
Quadro: Interferência
Quando: Sábado, das 10 às 12 h.
Onde: Rádio Bandeirantes (AM 840 / FM 90,9, em São Paulo ou em www.radiobandeirantes.com.br)

ATUALIZAÇÃO EM 06/11/2014:
Se você perdeu ou quer ouvir de novo, acesse aqui o link com vídeo e áudio do quadro Interferência, com o radioteatro Guerra dos Mundos. 

sábado, 25 de outubro de 2014

85 anos de Salomão Ésper: "um mundo de sensações, um mundo de vibrações"

Fotos extraídas do Facebook da Rádio Bandeirantes

Nesse dia 26 de outubro de 2014, Salomão Ésper completa 85 anos de idade. No ar diariamente pela RádioBandeirantes, no Jornal Gente, o jornalista foi homenageado no ano passado no “Você é Curioso?”. Acompanhe um dos momentos mais interessantes do programa, em que Salomão é surpreendido com um texto e dá uma leitura poética a ele. Só ao final, os apresentadores Marcelo Duarte e Silvania Alves revelam que aquele texto era nada menos do que a música Tenho, de Sidney Magal. Acompanhe neste registro em vídeo.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Vídeo: O Leão e o Ratinho no Interferência, da Rádio Bandeirantes











Já publicamos aqui o áudio do quadro Interferência em que destacamos, em forma de radioteatro, a fábula de Esopo, O Leão e o Ratinho. Agora, com colaboração de Bruno Mendes, você confere o vídeo com os bastidores dessa produção. 


NET Educação faz edição especial para o Dia do Professor com Edgard Roquette-Pinto

“Trabalhar pela cultura dos que vivem em nossa terra
e pelo progresso do Brasil.”
(Frase criada por Roquette-Pinto para a 1ª emissora de rádio do Brasil)



Edgard Roquette-Pinto no comando
da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro
(Crédito: site da Rádio Roquette-Pinto)


Nesse Informe NET Educação, além de ouvirmos Vera Roquette-Pinto, radialista e neta do saudoso professor, conversamos com três mestres sobre o tema da convergência da educação com a comunicação: o pesquisador da história das Comunicações e professor da Faap, Flavio Porto, o doutor em ciência da comunicação na ECA-USP, que atua na área da educomunicação, Marciel Consani, e doutor em educação e historiador formado pela USP, Renato Gilioli.  

No áudio, é perceptível a sintonia entre passado e presente, a partir da evolução do conceito de radioeducativo até chegarmos ao uso das mídias como recurso para criar cidadãos críticos nas escolas, com a educomunicação. 

Edgard Roquette-Pinto foi pioneiro ao perceber no uso do rádio uma possibilidade ímpar de levar a educação muito mais longe. Professor de antropologia, médico e sociólogo, ele conheceu a realidade do país ao integrar a Comissão do Marechal Rondon, que adentrou o país, para instalar linhas telegráficas, fazer mapeamentos da terra e os primeiros contatos com indígenas.


Posteriormente, na Exposição Universal de 1922, realizada no Rio de Janeiro (RJ), se encantou com a demonstração de rádio, feita por empresas americanas, o que o fez perceber, nesse novo meio um excelente instrumento para transmitir educação e cultura para todos os brasileiros, inclusive os que estavam mais distantes. O “professor-comunicador” acreditava que, no Brasil, o rádio e o cinema deveriam ser a “escola dos que não têm escola”.

domingo, 12 de outubro de 2014

Vivendo e aprendendo a narrar












Uma das brincadeiras preferidas do meu filho de 7 anos é inventar e narrar jogos do time dele, como você pode conferir no player. Ontem, na Rádio Bandeirantes, ele ficou realizado ao conhecer Ulisses Costa, Mauro Beting e Cláudio Zaidan.  


Se o player não estiver visível, clique aqui para ouvir. 

sábado, 11 de outubro de 2014

Interferência - O Leão e o ratinho no Teatro de Brinquedo


Lucas Teodoro no microfone da Rádio Bandeirantes

A cigarra e a formiga, A tartaruga e a lebre, O Lobo e o Cordeiro... Mesmo que você não se dê conta, conhece uma série de fábulas envolvendo animais.
Estas histórias, que trazem sempre alguma lição para as crianças, teriam sido escritas por Esopo, na Grécia Antiga.

Para este Dia das Crianças, a Rádio Bandeirantes  relembra o Teatro de Brinquedo, que fez sucesso entre a garotada nos anos 40.

O elenco era composto por crianças de 7 a 12 anos. Por isso, também teremos um ator-mirim interferindo em nossa história.
Então, acomode-se na poltrona e bom divertimento!




Se o player não estiver visível, clique aqui para ouvir.


Ouça todas as edições do quadro Interferência neste blog.


quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Ziraldo, Pedro Bandeira e Eva Furnari para celebrar o Dia das Crianças

Depois da Bienal, trio de ouro da literatura infantojuvenil está no NET Educação

Três dos maiores nomes da literatura infantojuvenil brasileira se encontraram no final de agosto na Bienal do Livro de São Paulo. Eu estive lá e consegui fazer entrevistas individuais com Ziraldo, Pedro Bandeira e Eva Furnari.
As divertidas e emocionantes conversas podem ser conferidas no NET Educação.


Pedro Bandeira comemora 30 anos de “Os Karas” com o lançamento do sexto livro da série, A Droga da Amizade. No áudio, o escritor ressalta a importância de sua experiência como jornalista para se tornar autor. Conta que estudou psicologia do desenvolvimento para entender como pensam e agem crianças e adolescentes de diferentes faixas etárias. Pedro Bandeira também cita obras que influenciaram a sua série “Os Karas”: “Os Meninos da Rua Paulo”, de Ferenc Molnár e, sobretudo, “Os Três Mosqueteiros”, de Alexandre Dumas. Ainda, na entrevista, ele explica o que mantém seus livros atuais a ponto de alguns títulos venderem mais hoje do que no momento em que foram lançados.



Ziraldo aproveitou a Bienal para apresentar um menino de rua chamado Raddyssonn. Na história, o futebol e a leitura são os responsáveis por tirarem os personagens Raddysson e Rosykeller das ruas. Esses nomes, difíceis de escrever e pronunciar, assim como Vladysson, Ketlein, Marydjoy, Taillnady, Daylande, Waldisney e tantas outros, integram uma lista que Ziraldo vem colecionando há muito, nas tardes de autógrafos.  Para ele, ao darem um nome diferente aos filhos, os pais têm esperança que estes conquistem um destino também distinto do deles. As situações vividas pelos protagonistas são exemplos da realidade enfrentada pela maioria das crianças brasileiras de nomes e vidas difíceis. Na entrevista, Ziraldo nos presenteia com a leitura de um trecho da obra “Um Menino Chamado Raddysson e mais os Meninos de Portinari”.
















Eva Furnari aponta alguns elementos em comum entre a obra dela e a de Chaplin. No áudio, a escritora que publicou mais de 60 livros destinados às crianças, conta sobre a sua infância, “mais solta” que a das crianças de hoje, da descoberta do desenho e também aborda o processo criativo na elaboração dos livros compostos somente por imagens. Faz ainda a leitura de um trecho do livro “Felpo Filva”, que será lançado na Inglaterra.


Ouça aqui o bate-papo com Eva Furnari.

Se preferir baixar o MP3, clique aqui


sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Dica de Caetano Cury: Radiolar, tradicional programa da Rádio Clube de Guaxupé


Caetano Cury, da Rádio Bandeirantes de São Paulo, é um daqueles jovens profissionais que nos fazem acreditar que o rádio nunca vai morrer. Talentoso, imprime um jeito diferente em reportagens, participações e já até assumindo apresentações de programas históricos da emissora, quando necessário.

É gente que faz jus à denominação radialista que, segundo o criador do termo, o saudoso Nicolau Tuma, é a junção de rádio com idealista.
Então... se a dica é dele, damos ouvidos. Acabo de receber a mensagem que reproduzo aqui:

Queria te sugerir uma rádio muito peça rara. Acho que vai gostar: http://amclube.com.br/plus/modulos/conteudo/?tac=a-radio

É uma rádio da minha cidade, que tem um programa chamado Radiolar que está há mais de 60 anos no ar, com o mesmo nome e o mesmo apresentador, de DOMINGO A DOMINGO. Ele não folga nunca. Tem 84 anos. Aqui tem um vídeo sobre o radialista: http://www.youtube.com/watch?v=ua3wXOxqGCM

Quem acompanha o Peças Raras, vai pirar. Meu avô foi sócio dele da direção da rádio durante 36 anos. Ouça por volta de meio-dia o Radiolar. Esse programa histórico é o passado preso no rádio. Ele faz um apresentação à moda antiga, todo santo dia do mesmo jeito. É uma audiência estrondosa em Guaxupé, tocando Orlando Silva, Francisco Alves e Cauby Peixoto.

“Arrrarrraquarrra”:Jacqueline Myrna é destaque no "Você é Curioso?" deste sábado

Ouça Marcelo Duarte com o grande destaque do programa que é apresentado por ele e Silvania Alves, aos sábados pela manhã, na Rádio Bandeirantes (www.radiobandeirantes.com.br): a atriz Jacqueline Myrna. 


A romena, radicada no Brasil completa 70 anos agora em 2014. Depois de se tornar famosa em programas de humor, como o "Praça da Alegria", da TV Record, com um inusitado sotaque francês, há 4 décadas Myrna não dá entrevista. 

O "Você é Curioso?" descobriu o paradeiro e vai revelar aos ouvintes na edição deste sábado, dia 04 de outubro de 2014, por onde anda a atriz.

Saiba mais sobre Jacqueline Myrna também no Blog dos Curiosos

domingo, 28 de setembro de 2014

Grandes Brasileiros - Roquette Pinto 130 anos

Todo fim de semana, a RádioEstadão conta a história de Grandes Brasileiros. No dia 27 de setembro de 2014, o programa lembrou Roquette-Pinto e o pioneirismo em relação ao rádio no Brasil. Ouça essa edição histórica, com apresentação de Haisem Abaki e entrevistas dos professores e radialistas Marcelo Abud e Flávio Luiz Porto e Silva.  




sábado, 27 de setembro de 2014

"28 anos que mudaram o Rock" entrevista diretor da Rádio Cidade e JB FM


Por Carlos Massaro, do Tudo Rádio

A 89 A Rádio Rock FM 89.1 de São Paulo segue com sua série "28 Anos Que Mudaram o Rock". A atração, que segue com formato de documentário, estreou 1º de junho a série de programas que é apresentada pelo jornalista Ricardo Alexandre - autor do livro “89 FM – A História do Rádio Rock do Brasil” e do essencial "Dias de Luta: O Rock e O Brasil Nos Anos 80" e que entrevista profissionais que passaram pela emissora.


Cada episódio da série “28 Anos Que Mudaram o Rock" aborda em ordem crescente um ano específico de 1985 até 2013 na trajetória da emissora paulistana e do rock num bate-papo entre o apresentador e um convidado. Neste domingo o entrevistado será o ex-diretor da emissora Alexandre Hovoruski. Atualmente, o profissional é diretor da JB FM 99.9 e da Cidade FM 102.9, ambas do Rio de Janeiro. A Cidade FM, inclusive, fez parte da rede formada pela A Rádio Rock nos anos 2000.

Além disso durante o programa é tocado um playlist com as dez músicas favoritas de cada ano abordado (e que foi previamente escolhido através de uma eleição entre os ouvintes da rádio). O primeiro programa foi ao ar em junho e abordou o ano de 1985 teve como convidado Luis Fernando Magliocca, que teve papel importante na criação da 89 FM e foi o primeiro diretor artístico da rádio:


A rádio também lançou neste ano um livro com o mesmo nome da atração. A publicação conta a história emissora com textos e muitas fotos, além de depoimentos de profissionais e bandas que tocaram na rádio. 



quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Dia do Rádio comemora nascimento de Roquette-Pinto


Hoje é o Dia do Rádio porque foi em 25 de setembro que nasceu Roquette-Pinto, há 130 anos!

Ouça aqui depoimentos do "pai do rádio no Brasil" nesta edição especial do Peças Raras, produzida para a série de áudios do livro "História do Rádio no Brasil".  

No final de semana, o Grandes Brasileiros, apresentado por Haisem Abaki na Rádio Estadão vai contar a trajetória do Professor Edgard Roquette-Pinto. Eu tive a honra de participar do programa, que vai ao ar no sábado, às 11 h, com reprise no domingo, às 8h.

Para celebrar o Dia do Rádio, ouça aqui outros documentos sonoros que contam a evolução de mais de 9 décadas da presença desse meio de comunicação no Brasil. 




quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Papo animado com Marcelo Tas e Lucas no Dia da TV

A primeira transmissão de TV no Brasil aconteceu há 64 anos. Em 18 de setembro de 1950, pela TV Tupi, alguns conseguiram assistir ao "Show na Taba". De lá pra cá, muita coisa mudou. A TV, que era chamada de "rádio com imagens" evolui e passou a ter sua própria linguagem, graças a mentes criativas e ideias inovadoras. 

Marcelo Tas, sem dúvida, é um dos nomes que se destaca nesta história. Conversamos com ele na segunda-feira, dia 8 de setembro, nos bastidores do programa CQC. O "olhar eletrônico" de Tas sobre educação pode ser conferido na entrevista que está publicada no portal NET Educação. No bate-papo, ele fala sobre Castelo Rá-Tim-Bum, Telecurso 2000, Ernesto Varela e CQC.


divulgação
divulgação



Durante a conversa, Tas também respondeu à dúvida de meu filho sobre como ele consegue conversar com personagens do Cartoon na nova atração do canal: o Papo Animado com Marcelo Tas. Acompanhe no vídeo os detalhes e também a declaração do comunicador sobre como foi entrevistar a Mônica e o Cebolinha.